Revista Pet Bunny e Cia

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Coelho na mais profunda paz...

A incorporação está desatvada, por isso coloquei o link do vídeo
que vale muito a pena ver..
Perceba a paz desse lindo ser:
http://www.youtube.com/watch?v=SAzmCEC3xQA&playnext_from=QL((•)) Ouça este post

Solte um coelho no jardim e veja o resultado:

((•)) Ouça este post

Coelho é reconhecido como o maior do mundo



O coelho chamado "Darius" foi reconhecido pelo Guinness, livro dos recordes, como o maior do mundo. O animal, que tem apenas 13 meses de idade, mede 1,3 metro de comprimento e pesa 22,2 quilos, segundo o jornal "Daily Telegraph". Segundo a criadora britânica Annette Edwards, o animal consome diariamente 12 cenouras.
Fonte: http://g1.globo.com
Leia mais em: http://petmag.uol.com.br/noticias/conheca-darius-o-maior-coelho-do-mundo/

http://www.digalist.com/list/2383((•)) Ouça este post

domingo, 25 de abril de 2010

G1 - Veja fotos da ‘Cãominhada’ paulistana - fotos em Fotos

G1 - Veja fotos da ‘Cãominhada’ paulistana - fotos em Fotos: "– Enviado usando a Barra de Ferramentas Google"((•)) Ouça este post

Bayer terá de indenizar tutor por coleira que intoxicou e matou filhote de cão

A empresa Bayer do Brasil S/A foi condenada a indenizar por morte de cachorro intoxicado por coleira protetora contra pulgas e carrapatos. A sentença, dada pelo juiz do 2º Juizado Especial Cível do Núcleo Bandeirante, foi confirmada pela 2ª Turma Recursal do TJDFT e pelo Supremo Tribunal Federal. Não cabe mais recursos.

O autor alegou que o cão, um filhote da raça Bernese Mountain Dog, ao chegar ao DF, passoupr consultaveterinária e se confirmou o seu perfeito estado de saúde. A veterinária sugeriu que o autor da ação colocasse uma coleira Kiltix, fabricada pela Bayer do Brasil, para proteger o filhote contra pulgas e carrapatos.

O tutor afirmou que, ao chegar a casa, o animal lambeu a coleira e se intoxicou. O cachorro chegou a ser internado em hospital veterinário, mas morreu. O requerente aduziu que a morte do animal lhe causou muito desgaste e sofrimento, especialmente por ver o filho sofrendo.

Em contestação, a Bayer afirmou que a culpa foi exclusiva do autor, ao permitir que o animal mastigasse a coleira, e que esta é eficaz e segura. Além disso, argumentou que o animal morreu porque já estava doente e que o autor não demonstrou sofrimento moral com a morte do animal, não tendo direito de receber indenização em nome do filho.

Na 1ª Instância, o juiz se baseou no Código de Defesa do Consumidor. Para o magistrado, a afirmação da Bayer de que o autor não observou as regras de cuidado na colocação da coleira é improcedente, pois a coleira não foi colocada no animal pelo requerente, mas pela veterinária. Tal fato foi confirmado por meio de testemunhas. O juiz explicou ainda que não houve provas de que o cão tenha mascado a coleira ou engolido um pedaço dela. Em depoimento, a veterinária disse que a coleira estava inteira e que aparentava sinais de uma mordida somente.

Além das testemunhas, houve provas de que o animal morreu devido à intoxicação pela coleira. “O fato de o animal ter-se intoxicado por uma simples mordida na coleira, não pode ser adotado em favor da requerida, cabendo a esta implementar medida de segurança em seu produto, de tal sorte que o dano ao animal não se consuma neste caso”, afirmou o juiz. O magistrado condenou a Bayer a indenizar o autor em R$ 6.429,88 por danos materiais e em R$ 1.000 por danos morais.

A Bayer entrou com recurso na 2ª Instância do TJDFT, que o rejeitou e manteve a sentença por maioria. De acordo com o relator da 2ª Turma Recursal, não houve culpa exclusiva do recorrido, pois ele agiu com extremo cuidado ao contratar médico veterinário para colocar a coleira no animal. No Supremo Tribunal Federal, a 2ª Turma, por unanimidade, negou provimento ao agravo regimental interposto pela Bayer, mantendo a sentença inicial.

Nº do processo: 2007.11.1.007261-7

Fonte:http://www.anda.jor.br/?p=58449((•)) Ouça este post

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Seu animal estampado no caderno, no calendário e até no prato


Você tem um cachorrinho e morre de saudades dele durante o dia? Pode fazer uma agenda com suas fotos, ou um calendário, para deixar no trabalho. Vai para a praia e não pode levá-lo com você? Faça um jogo inteiro de cozinha, com pratos, xícaras, jogo americano e até avental com a fotinha dele. Há muitas empresas que fazem esse serviço com fotos pessoais ou de viagens, a diferença é que agora o cliente pode contratar um fotógrafo especializado em tirar fotos de animais. O profissional leva uma mala de roupinhas e acessórios, inventa cenários e tem todo um cuidado para a sessão de fotos, que pode durar até quatro horas. "Antigamente não existiam fotógrafos profissionais que tirassem fotos de animais, a não ser para publicidade, o que era muito caro", afirma Adriana Elias, fotógrafa há 15 anos, há cinco fotografando pets. Antes da foto digital, esse serviço saía muito mais caro, porque o cliente precisava pagar o fotógrafo, a revelação e a gráfica, que jamais faria o serviço de imprimir apenas uma capa de caderno, por exemplo. "Hoje você pode escolher 12 fotos e fazer um calendário, uma agenda, uma capa de caderno... Há vários produtos", afirma Adriana, que cobra cerca de R$ 400 pela sessão de 4 horas, com figurino, que resulta num CD com aproximadamente 50 fotos. Leia mais em:
http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/1,,EMI134566-15201,00.html

Adorei!!!!((•)) Ouça este post

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Corvos resolvem complicado problema apresentado por cientistas



Por isso que eu insisto: "Animais, são melhores
que muita gente...
pensa".((•)) Ouça este post

terça-feira, 20 de abril de 2010

Tuig na direção, sai da frente!!!

Meu garotinho quer aprender a dirigir com o papai!

video((•)) Ouça este post

Esse é o craque do meu coração!!

((•)) Ouça este post

Hamy, meu querido caçulinha


Pode não parecer, mas as duas fotos são do mesmo hamster. Esse, pra quem ainda não conhece, é o meu caçulinha Hamy. A idade dele não sei ao certo, calculo que aproximadamente 1 ano.
Não sabia que mudaria tanto!!!
Hamy atende pelo nome, pode acreditar. Continua com o projeto de ampliação do meu quarto, não imaginam o estrago que ele pode causar a uma parede!!!kkkkkkkkkkkkkkk
Eu sempre solto ele à noite, no meu quarto e restrinjo o acesso de Tuig à esse espaço, queria que os dois se dessem bem, mas eu tenho medo e prefiro não arriscar, Hamy é muito pequeno e Tuig poderia machucá-lo gravemente. Mas nessa semana, fiz o inverso: prendi Tuig no quarto e soltei Hamy na sala. E foi muito interessante ver a percepção dele: foi correndo em direção ao quarto. Como a porta estava fechada, começou a arranhar. Achei tão lindo!!! Ele sabia onde estava e pra onde queria ir. Por isso que costumo dizer: "bicho é melhor que muita gente... pensa."

Confira no vídeo esse momento:


video((•)) Ouça este post

Nós dois...

Essa foto representa o que há de mais gostoso na minha relação com Tuig.
Esse pequeno ser, me acorda toda manhã. Pula na cama, vem se aproximando de mansinho abaixando a cabeça, pedindo carinho. É irresistível! Ficamos assim, coladinhos na cama. Geralmente ele dorme um pouco, aproveito pra cochilar também, mas não passa de cinco minutos, ele logo se levanta e desce correndo, deitando no chão ao pé da porta do quarto.
Se continuo na cama, alguns minutos depois, ele volta a subir na cama, mas desse vez para que eu levante mesmo, afinal, ele precisa tomar café.
Ultimamente, tem demonstrado mais felicidade, dando pulinhos, correndo, pedindo carinho, colo, banana (que adora!!!), falta falar!!!
Quando chego em casa à noite, ele fica visivelmente feliz, sobe no sofá e fica me olhando, me observando, até que eu lhe faça um dengo e claro, encho de beijo, carrego, dou um cheiro, agora inventei de lhe beijar a barriguinha e ele adora, rsrs.
Coisa mais preciosa chegar em casa sabendo que vou encontrar ele.
A gente se curte e isso pra mim, não tem preço.
É o meu bebê, cuidar dele, apesar do trabalhinho que dá, das preocupações principalmente com alimentação (ele é extremamente seletivo, enjoa fácil e como nem tudo pode/gosta de comer, tenho que procurar alimentos que nem sempre são fáceis de encontrar), do problema com o dentinho (são duas visitas/mês ao veterinário para desgastar os dentes), da "eterna" muda de pêlos (que torna quase impossível vestir minhas roupas pretas), é o meu anjinho de quatro patinhas. O amo muuuuito, não canso de repetir.
É um filho pra mim e ele sabe disso.
Conviver com Tuig, tem sido uma experiência fascinante e rica.
Agradeço à Deus, por que ele nasceu pra mim, não tenho dúvida.((•)) Ouça este post

Esquilo protege corpo do amigo morto... tocante.

((•)) Ouça este post

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Gato e pombo são amigos inseparáveis em casa na Nova Zelândia


Uma casa em Wainoni (Nova Zelândia) é cenário de uma amizade inusitada: um gato e um pombo. De inimigos naturais a grandes amigos, Henry, o felino, e Homer, a ave, vivem em perfeita harmonia.

"Eles comem e brincam juntos. Homer até se senta na traseira do gato. Até quando Henry está perseguindo pardais o pombo vai assisti-lo", Sandra Campbell, dona da casa.

Henry, que vivia nas ruas, chegou à residência de Sandra, que mora com o marido, Murray, seis anos atrás. Seis meses depois, Homer aterrissou no quintal.

A dupla é vista constantemente dormindo no mesmo local. O gato costuma ir à casa que Murray construiu para Homer, e o pombo faz companhia ao amigo no telhado de casa.

O sentido da amizade continua um mistério para os Campbell. Mas eles acreditam que Homer e Henry já tenham vivido no mesmo local antes de chegarem à casa da família.

Fonte: http://oglobo.globo.com/blogs/moreira/posts/2010/04/19/gato-pombo-sao-amigos-inseparaveis-em-casa-na-nova-zelandia-284932.asp((•)) Ouça este post

sábado, 17 de abril de 2010

Mini Leões... já viu?


São filhotinhos de coelhos da raça mini lion , que quer dizer mini leões.
Dá pra ver a semelhança??
Que criaturinhas mais fooooofas, meu Deus!!
Eu não aguento tanta fofura, quero todos pra mim!!!!!!!!!!!!!!!!!!((•)) Ouça este post

QUE GAROTÃO LINDO!!!UM CRAQUE!!!

((•)) Ouça este post

VIDÃO!!!

((•)) Ouça este post

É um raio? Não! É um cacchorro?? Não!!!!!!!! É um COELHO!!!! KKKKK

((•)) Ouça este post

QUE FOFÃO!!!!

((•)) Ouça este post

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Como é bom!!

Tuig hoje, quando cheguei, estava excepcionalmente feliz. Correu, saltitou, pediu colo, todo derretido em meus braços, ai, gente!!! É um verdadeiro encanto!!!
Como é bom chegar em casa e ser recebida assim!!
Como é bom sentir ele assim em meus braços, tão juntinho, nossos corações batendo tão perto um do outro... é uma sensação muito gostosa.
Sou completamente apaixonada por esse baixinho lindo!! Te amo Tuig!!!((•)) Ouça este post

quinta-feira, 15 de abril de 2010

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Sex doll para cães, já viu?



Acesse: http://www.gostodeler.com.br/materia/9440/Primeira%20Sex%20Doll%20para%20c%C3%A3es%20do%20mundo%20%C3%A9%20lan%C3%A7ada%20no%20Brasil.html((•)) Ouça este post

Amor animal

É incrível o poder que animaizinhos "menos desenvolvidos" do que nós tem de transformar nossa vida e alegrar nossa casa. São incontáveis os relatos dos “donos” desses presentes do Criador para o mundo. Animais de estimação são um motivo para voltar para casa com saudade e uma maneira de ser recebido de uma forma muito especial por quem te acha o melhor do mundo.

Não importa se é cachorro, gato, passarinho, peixe, tartaruga, cavalo, porco ou qualquer outro... Acabamos por nos apegar a esses bichos. É algo tão natural que qualquer criança sem que nada tenha sido dito é atraída pelos animais, isso só prova que a relação do ser humano com o mundo animal deve ser saudável, além de necessária para o equilíbrio da vida. Alguém que não gosta de animais ou foi ensinado assim, ou realmente não sabe dar valor aos pequenos milagres da Terra. Quem não gosta de animais, que fique longe deles, mas não desrespeite.

Os benefícios que um membro de outra espécie na família traz são inúmeros, por isso não são raros os casos em que animais de estimação são até indicação médica. Tantos pacientes terminais já tiveram seus dias alegrados e seu resto de vida com menos dor por causa de uma adoção dessas. É claro que os animais não precisam ser o centro de nossas vidas, mas eles são capazes de nos ensinar várias virtudes se pararmos e prestarmos atenção neles. Seu amor incondicional, a pureza de coração, a atenção dada ao que realmente faz feliz, porque a vida é realmente muita curta e uma só.

Qualquer relação tem aspectos positivos e negativos, e ela só vale à pena quando os positivos existem em maior quantidade. Sem dúvidas, numa relação com um bichinho você será beneficiado se abrir o coração.

Quem não tem ou nunca teve um “filhinho” animal, saiba que ainda há tempo de você experimentar um sentimento único que lhe fará até melhorar como pessoa. Afinal, quem tem ou teve um amigo de outra espécie sabe o quão valiosa é essa relação diferente e única que pode ser estabelecida com cada bichinho. Vamos refletir e dar amor a eles o máximo que podemos: eles são frágeis e vão viver, provavelmente, menos que você. Não deixe de dar amor á sua criação enquanto você ainda pode.

Fonte:http://www.gostodeler.com.br/materia/8659/amor_animal.html

Faço minhas, essas palavras.


((•)) Ouça este post

Porco usa protetor solar para passear em SP



Cuidar diariamente de cães é o ofício de Josemar Melo, de 33 anos. Mas sua "paixão mesmo" é criar um porco chamado Gabriel. É assim que ele define a relação com o novo animal de estimação, hoje com 5 meses, 30 quilos, cerca de 40 cm de altura e um metro de comprimento.

Pouco comum na cena paulistana, o passeio com um porco desse porte requer um certo preparo físico. E psicológico, já que em alguns casos os comentários das pessoas nas ruas soam agressivos para o dono. A empreitada também exige alguns cuidados. Entre eles, passar protetor solar para proteger o animal.

“Tento, na maioria das vezes, responder de maneira educada quando me perguntam se faço um processo de engorda para abate. Digo sempre que é um animal de estimação como outro qualquer”, relata o dono.

A reportagem do G1 acompanhou o dono e seu ‘porquinho’ de estimação em um passeio pelas ruas da Barra Funda, Zona Oeste de São Paulo, onde eles moram atualmente.

O sergipano Josemar, um dog walker (profissional que passeia com cães com hora marcada), conta que para continuar com o animal teve de mudar de seu antigo apartamento, na região central de São Paulo, por conta do que considera intolerância de seus vizinhos.

“Os moradores do prédio onde eu morava chamaram a Vigilância Sanitária. Um fiscal foi até o apartamento e constatou que não havia problemas de higiene ou de barulho. Ele até tirou foto no celular para mostrar aos filhos. Após isso, decidi sair do prédio e meu contrato de 30 meses foi quebrado pela administradora”, disse.

Gabriel também tem pedigree, assim como cães e gatos. “Ele é um 'large white', da mesma raça do porquinho do filme. Ele é todo branco com a pele rosada”, conta Melo. O filme a que Josemar se refere é “Babe, o porquinho atrapalhado”, de 1996.

Cuidados

Antes de sair de casa, o dono passa cuidadosamente protetor solar para cuidar da pele do animal que, segundo ele, é delicada. “Além de bloqueador, Gabriel usa também xampu especializado, um creme hidratante para evitar cascos nas patas, além de anti-séptico.”

A alimentação do Gabriel também é cuidadosamente escolhida. No cardápio, ração com fibras e frutas. "Ele gosto muito de melancia, banana e mamão. Também adora uma verdura fresca", destaca o dono.

Josemar ainda não calculou seus gastos mensais com o animal, mas salienta que para ele todo investimento é válido. “É fundamental ter muita responsabilidade para cuidar de um animal, seja ele qual for. O Gabriel necessita de carinho, disciplina e de uma alimentação balanceada para ter uma boa saúde”, conta com orgulho o dono.
Escolha

A história pode parecer triste, mas de acordo com Josemar, a idéia de ter um porco surgiu da perda de uma cadela que caiu do Minhocão (Elevado Costa e Silva), na região central da cidade, durante um passeio.

“Fiquei muito triste com a morte da Isolda [a cadela] e queria um animal diferente para criar. Pensei em um porco, mas tive problemas para encontrar um lugar que vendesse legalmente. Comecei a pesquisar e o encontrei em um haras em Guararema, na Grande São Paulo”, revela.

Hoje, Gabriel vive com outros dois cachorros em uma casa. Alice, uma cadela vira-lata de 4 anos e Orfeu, uma mistura de pastor alemão e labrador, com 7 anos. “A convivência é pacífica e nunca se estranharam”, garante.

Passeios

Entre uma volta e outra, Gabriel costuma causar impressões variadas em quem o vê, de acordo com Josemar. “Em um passeio no shopping Pátio Higienópolis, também na Zona Oeste, fomos parados por inúmeras pessoas, sobretudo crianças perguntando como é o dia-a-dia com um animal como Gabriel, mas nunca sofremos nenhum tipo de preconceito.”

Já em outra ocasião, Josemar disse que Gabriel usava uma camiseta com a frase: polícia. E, neste momento, o dono percebeu que poderia ter problemas ao ser questionado por um policial que passava por uma rua no centro de São Paulo.


“Disse que era uma camiseta comprada em um pet shop e padronizada para o Gabriel. Mesmo assim, o policial me pediu para tirar a roupa do porco. Me recusei. O policial me acusou de desacato”, afirmou.

Gabriel já desponta como um “porco star”, como disse um dos pedestres que o encontraram pela rua. Freqüentemente, populares vão até a casa de Josemar pedir para vê-lo e tirar fotos, como pôde observar a reportagem do G1. No próximo mês, o bicho participará do seu primeiro programa de televisão. “Ele merece ser reconhecido. Até uma agência de publicidade está interessada no seu potencial”, finaliza orgulhoso o dono.

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL195275-5605,00-PORCO+USA+PROTETOR+SOLAR+PARA+PASSEAR+EM+SP.html

Encontrei um blog, onde o dono fez uma entrevista com o Josemar, pai do Gabriel. Achei muito interessante, me identifiquei bastante e para quem quiser saber um pouco mais dessa história, acesse esse blog: http://pindaibas.wordpress.com/2009/02/10/o-porco-gabriel/

((•)) Ouça este post

Crise no relacionamento

((•)) Ouça este post

Estratégia de Ataque

((•)) Ouça este post

Cachorro bem educado

((•)) Ouça este post

sábado, 10 de abril de 2010

Amizade entre cães e seres humanos desafia a lógica

A notícia se espalhou pelo mundo: um cachorro se jogou na frente de um assaltante para salvar seu tutor e acabou baleado. Assustado, desapareceu e foi considerado morto pela família, que vive no Texas, Estados Unidos. Dois meses depois, no início desta semana, foi encontrado numa cidade próxima e, assim que viu o tutor, pulou em seu colo, comprovando que a amizade entre animais e o homem desafia a lógica, o instinto animal e até a distância.

Os cães tendem a repetir as atitudes de quem está por perto e se tornam protetores dos tutores, segundo a veterinária Mônica Alvarenga Feijó. “É impressionante. Até a doença dos tutores eles repetem. A gente vê isso acontecer com uma frequência enorme. A relação é tão intensa, que a personalidade acaba sendo a mesma”, diz.


Angélica Freire Cordeiro, 43 anos, assina embaixo. Em 2007, ela teve um grave problema de saúde e sua família levou para ela uma cachorrinha, com cinco meses, na época. No início as duas nem podiam ficar muito próximas, por causa da doença de Angélica. Mas com o tempo, as duas não se separaram mais. “A partir do momento que eu fui melhorando, a Tucha virou o centro das atenções dessa casa. Ela virou a alegria da família”, desabafou.

O xodó entre as duas é até alvo de algumas reclamações, segundo Angélica. Mas ela não se importa. “Muitos perguntam como eu não tenho esse amor tão grande por outras pessoas, por exemplo, como eu tenho por ela. Mas só a gente sabe o que eu passei com ela do meu lado. Quando viajo, fico louca para voltar logo. Eu sinto que ela me ama e eu a amo intensamente”, declara.

Quem também não fica sem o cão é a assessora jurídica Renata Souza. Ela tem uma cadela chamada Mel, que começou a sentir um desconforto, no ano passado, e foi levada ao veterinário. O diagnóstico foi cinomose, uma das doenças mais graves dos cães, provocada por um vírus e que pode levar até á morte do animal. “O gasto foi grande na época. Foram mais de R$ 2 mil. E nós nunca pensamos em ficar longe dela. Tratamos dela sempre com esperança de que ela se curasse”.

Imediatamente Mel começou o tratamento com medicamentos e ficou curada. Mas passou a se arrastar, já que perdeu a força nas patas traseiras. O problema só foi resolvido depois de cerca de três meses, quando Mel foi submetida a tratamento com acupuntura veterinária e voltou a andar normalmente. “Ela é muito agitada. Tem uma energia que precisa ver. Não é um cachorro quieto. Brinca com todo mundo, fica triste quando a gente não sai de casa em dia de chuva. É a mesma coisa que um ser humano”, explicou.

Surpresa até no trabalho

Até quem está acostumado com histórias de cães, também fica surpreso com o vínculo entre pessoas e bichos. A veterinária Mônica Feijó nunca se esquece de um episódio que ocorreu há cerca de dez anos com uma cliente, mas que ficou guardado pra vida toda. Um funcionário da casa dessa cliente pediu dispensa do trabalho e decidiu roubar o cachorrinho da família, na época ainda recém-nascido.

Dois anos depois, a mulher do ex-funcionário decidiu devolver o cão, já crescido, aos verdadeiros tutores. Mas nem a família reconhecia o cão, nem o cachorro lembrava dos tutores. A solução só foi encontrada no consultório da veterinária.

“Eu pedi que eles lembrassem de alguma característica que só ele tinha, quando era filhote. E eles lembraram de uma música infantil que, quando era cantada, o filhote uivava muito. Pronto. Foi só cantar a música e o cachorro lembrou, uivou da mesma forma que antes e não restou mais dúvidas. Era ele mesmo. Todo mundo chorou na sala, até eu”, brincou.

Fonte: http://www.anda.jor.br/?p=56253


Uma comovente demonstração de fidelidade, resignação e companheirismo de um cão foi registrada esta semana na Inglaterra. Comet, um labrador cão guia, mesmo sofrendo uma dor imensa provocada por um tumor no baço, ajudou o seu tutor com deficiência visual a percorrer uma longa distância de volta para casa. Assim que chegou, o cachorro desmaiou. Comet foi socorrido, mas faleceu.

David Quarmby, de 61 anos, não tinha ideia de que seu companheiro Comet, um labrador de apenas 8 anos, estava sentindo fortes dores em função de um tumor no baço. Ele só percebeu que algo estava errado quando o cão não quis comer o petisco rotineiro durante a viagem.

David disse que, assim que chegaram em casa, na terça-feira passada (06) ele tirou sua coleira e, logo em seguida, o cão comeu e desmaiou. “Ele empenhou todas as suas forças para sobreviver e me fazer chegar em casa”, disse o tutor. “Estou destruído. Ele fez de tudo para sobreviver e me trazer em casa em segurança”. Quarmby explicou ainda que Comet parecia um pouco cansado e desanimado quando pegaram o trem para Manchester, em seguida um outro para Huddersfield e mais um ônibus para finalmente chegar em casa.

Comet foi levado para um veterinário local, que diagnosticou o tumor. Mas, durante a cirurgia, o cão faleceu logo após a aplicação da anestesia.

“Foi horrível. É como perder um pedaço seu”, disse David. “Comet era um cão maravilhoso, onde eu ia ele estava junto. Foi tudo muito rápido, do momento que percebi que algo não estava bem até o momento que ele faleceu, passaram-se apenas duas horas”.

O porta-voz da Associação de Cães Guia britânico declarou que a história é um caso “triste e raro de acontecer”.
Fonte: http://www.anda.jor.br/?p=55948

Três exemplos comoventes da relação maravilhosa e única que existe entre seres humanos e esses fantásticos animais.((•)) Ouça este post

Solidariedade entre cães na tragédia de Niterói (RJ)


Em meio à tragédia causada pelas chuvas em Niterói (RJ), uma imagem de solidariedade causa comoção. Animais abandonados se ajudam mutuamente, num exemplo que deveria ser enxergado por muitos seres humanos.
Fonte:http://www.anda.jor.br/?p=56238

Fiquei comovida...((•)) Ouça este post

terça-feira, 6 de abril de 2010

Abandono de coelhos em Florianópolis (SC)

A Páscoa mal terminou e hoje já largaram um filhote no Parque em Florianópolis (SC). Imaginem a cena: uma mãe, com seus dois filhos, indo descartar o coelho. Imaginem a angústia e a tristeza das crianças.

Como é que uma mãe faz isso com seus próprios filhos? A coelhinha é muito mansa, dengosa, ou seja, acostumada aos mimos das crianças e a mãe simplesmente a descarta achando que a coelhinha iria sobreviver naquele ambiente aberto, com pouca proteção e sem contato humano na maior parte do dia.

Quando a achei, a coelhinha estava com o focinho quase enfiado na terra, toda encorujadinha num canto. Quando lhe dei comida, comeu até se empanturrar. Agora ela está aqui em casa, protegidinha e foi batizada com o nome Darky!

Felizmente, Darky estará em seu novo lar na quarta feira na casa da Juliana, na Fazenda do Max (bairro de Sao José). Ela já estava esperando para adotar um coelhinho, mas, quando as agropecuárias ofereceram os animais para venda, ela resistiu e não cedeu.

No site site Floripa Beach foi publicada uma notícia sobre o abandono de coelhos na capital catarinense. Confira aqui.

Mais ações

Existem ainda três coelhos que foram adotados há tres semanas por duas famílias da Palhoça. Teve também o coelhinho Eros, que após ter a pata machucada recuperada, foi adotado por uma família em Campeche.


Fonte: http://www.anda.jor.br/?p=55586((•)) Ouça este post

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Maior coelho do mundo vive na Inglaterra

Darius é considerado um gigante comparado aos outros coelhos. O animal nasceu há um ano na cidade de Worcester, na Inglaterra, e mede 1,5 metro, pesa 20 quilos e deve crescer ainda mais nos próximos seis meses.

O coelho Darius recebe abraço da pequena Georgia Hadley (Foto: Reprodução/Mail on line)

Segundo a tutora Annette Edwards, o animal consome diariamente 12 cenouras, seis maçãs e dois repolhos.

Por conta de seu tamanho, Darius é considerado o maior coelho do mundo. Annette está esperando que o animal ganhe um registro no livro dos recordes, o Guinness Book.

“Ele é muito educado e carinhoso. Darius sempre corre pela casa, mesmo com todo esse tamanho”, contou a tutora ao jornal “Mail on line”.



Fonte:http://www.anda.jor.br/?p=55301((•)) Ouça este post

domingo, 4 de abril de 2010

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Pode acreditar... máquina de lavar animais domésticos


Sinceramente, achei uam idéia de muito mau gosto!!
Coisas do Japão...((•)) Ouça este post

quinta-feira, 1 de abril de 2010

ALERTA II


O período da páscoa tem um forte apelo para aquisição dos fofinhos coelhinhos.
Mais uma vez, bato na mesma tecla: coelho não é brinquedo!!
Trata-se de um animal MARAVILHOSO pra se ter em casa, mas desde que tenha-se consciência de suas necessidades especiais. Coelho não é gato nem cachorro, é simplesmente COELHO!!!
Coelhos não são indicados para crianças muito pequenas, são animais muito sensíveis, frágeis e precisam de carinho, dedicação, cuidados, recursos financeiros para veterinários, alimentação, desvermifugação e desparasitação periódicas, espaço para correrem, liberdade e muito amor!!!
Por isso, como sempre faço e nunca cansarei de fazer: pense bem, pesquise bastante tudo sobre coelhos, as doenças que podem desenvolver, suas particularidades como animal de estimação, assista à vídeos no youtube para ter uma idéia do seu comportamento. Visite sites americanos e traduza, pois as melhores informações estão em inglês. Embora pareçam de pelúcia, são de carne e osso!!!
Mas se após todos esses alertas, a decisão foi tomada com muuuuito cuidado e convicção, desejo boa sorte para ambos, e desfrute com responsabilidade e muito amor, da companhia desse ser maravilhoso, que é o coelho e sejam felizes, como eu e Tuig somos. :)((•)) Ouça este post